CHAMADA CONVERGÊNCIA LUSÍADA N. 41 e N.42

26 de fevereiro de 2019 / Comments (0)

Chamadas Destaques

CHAMADA CONVERGÊNCIA LUSÍADA N. 41 – SUBMISSÃO ATÉ 31 DE MARÇO DE 2019
Organização: Ida Alves (UFF) e Marcia Manir Feitosa (UFMA)

Geografias literárias: cidades escritas

No âmbito das literaturas de língua portuguesa, este número discutirá geografia literária, geopoética, topofilia, memória dos lugares, cartografias, vivência espacial e experiência cultural do diferente e do híbrido. Como se escrevem as cidades, sobretudo Rio de Janeiro e Lisboa, em obras narrativas ou poéticas de autores de língua portuguesa: configurações e tensões. Olhares oitocentista, moderno e modernista sobre cidades, experiências virtuais no contemporâneo em narrativas e poéticas portuguesas, brasileiras e africanas de língua portuguesa.A paisagem urbana como eixo temático de obras literárias. Abordagem analítica e crítica de questões próprias às culturas de língua portuguesa em diferentes espaços geográficos da contemporaneidade. Estudos comparados e interdisciplinares entre literatura e geografia cultural, literatura e turismo cultural, filosofia da percepção e filosofia da paisagem.

CHAMADA CONVERGÊNCIA LUSÍADA N. 42 – SUBMISSÃO ATÉ 30 DE JULHO DE 2019
Organização: Eduardo da Cruz (UERJ) e Isabel Lousada (Universidade Nova de Lisboa)

Escritoras portuguesas e o Brasil

Os estudos sobre as relações literárias e culturais luso-brasileiras costumam focar no papel desempenhado por homens ao longo da História. No entanto, várias autoras e feministas de Portugal procuraram, ao longo do tempo, estabelecer seus próprios vínculos. Este número da Convergência Lusíadaé, então, dedicado a artigos enfocando as relações entre escritoras portuguesas e o Brasil. A vinda de algumas dessas intelectuais à ex-colônia para morar, trabalhar ou proferir conferências aumentou o intercâmbio entre elas e o sistema literário brasileiro, que já publicava obras de portuguesas ao longo do oitocentos.

Essas relações intensificaram-se durante o século XX e ocorrem até hoje. São, portanto, bem-vindos, artigos que tratem de redes de sociabilidade articuladas por escritoras de Portugal, sobre sua presença no meio cultural brasileiro, ou que analisem obras portuguesas de autoria feminina.

SITE DA REVISTA: http://rgplrc.libware.net/ojs/index.php/rcl/index

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *