CHAMADA DE TRABALHOS – “70 ANOS DA POESIA DE HILDA HILST”

2 de novembro de 2019 / Comentários desativados em CHAMADA DE TRABALHOS – “70 ANOS DA POESIA DE HILDA HILST”

Chamadas Destaques Menores

A revista Texto Poético abre chamada para submissão de artigos visando publicação em seu número 30. Serão avaliadas submissões para o dossiê ““70 ANOS DA POESIA DE HILDA HILST”” e de temática livre, na seção Vária.

http://revistatextopoetico.com.br/index.php/rtp/index

Período de submissãde trabalhos via sistema: de 01 de novembro de 2019 a 10 de janeiro de 2020.

Data da publicação: maio de 2020.

Organizadoras: 

Elaine Cristina Cintra (Universidade Federal da Paraíba)

Laura Cesarco Elgin (Simpson College – IOWA – EUA)
Ementa: Em 1950, a jovem Hilda Hilst estreava na literatura com Presságio, o primeiro dos vários livros de poesia lírica que a autora publicou, e que a consagrariam como uma das mais instigantes poetas nacionais, reconhecida por uma linguagem lírica de elevado adensamento, pela erudição inconcussa que grassa amplamente nos processos intertextuais, pela irreverência na abordagem dos gêneros e pela obsessiva reflexão sobre o próprio fazer poético no cerne de seu processo criativo. Desde então, vários foram os mecanismos de reconhecimento que sua obra auferiu, como alguns dos mais importantes prêmios literários do país e os incontáveis estudos críticos dedicados à sua lírica. Em 2018, dois acontecimentos nos Estados Unidos marcaram uma orientação mais ampla da leitura da autora: a tradução de Odes mínimas por Laura Cesarco Eglin, pela editora Co.im.press, a qual contempla uma lacuna considerável em seus leitores de língua inglesa; e o lançamento do primeiro livro de ensaios em inglês sobre Hilst, organizado por Adam Morris e Bruno Carvalho, pela editora Palgrave Macmillan, propiciando a retomada de algumas discussões críticas sobre a obra lírica de Hilst, agora sob um prisma comparativista. O dossiê aqui proposto, em comemoração aos 70 anos de poesia de Hilda Hilst, espera reunir estudos que se dediquem a revisitar a obra poética da autora, bem como os posicionamentos críticos que lhe foram dedicados, considerando os recentes horizontes de leitura e reflexões teóricas revigoradas por novas perspectivas culturais. Espera-se que os autores partam dos temas mais recorrentes no estudo da poesia hilstiana, como a lírica amorosa, satírica e erótica, o sagrado, o político, o vínculo com a tradição e aproxime-os da contemporaneidade, investigando com que forma a poeta continua dialogando com os homens e as mulheres de seu tempo, sob novos vieses de pensamento crítico.