Os estudos pragmáticos têm-se destacado nos últimos anos em vários países do mundo como uma área de investigação da linguagem em rápido crescimento. Esse esforço tem gerado novas linhas de investigação empreendidas por renomados pesquisadores e propiciado a criação de novos centros de pesquisa, publicação de novos periódicos e livros especializados.

Como a Pragmática tem por objeto o uso da linguagem e, principalmente, dos significados linguísticos em interação real, é uma área interdisciplinar. Posto isso, precisa dialogar com outras ciências que estudam o ser humano e seus comportamentos: a Psicologia Social e Cognitiva, a Antropologia e a Filosofia entre outras. Nos últimos anos, verifica-se forte aproximação da Pragmática com as Ciências Cognitivas e Biológicas, que consideram as leis biológicas como fatores de causação de fenômenos culturais e linguísticos.

No Brasil, iniciativas como a do Grupo de Pesquisa “Linguagem & Cultura da UFPR” culminaram com a realização de três Workshops Internacionais de Pragmática (2012, 2014, 2016) em Curitiba. Este esforço permitiu congregar pesquisadores de pragmática de diferentes universidades, até então isolados. Essa iniciativa produziu como efeito a criação da rede de pesquisa sobre processos Interacionais, envolvendo pesquisadores da PUCRS, Unisul, UCS, UFPR, USP, UFES, UEPG, amadurecendo a criação de uma associação especificamente destinada aos estudos deste campo: a “Associação Brasileira de Pragmática” (ABRAP).

A ABRAP é uma associação civil de ação científica e cultural sem fins econômicos nem lucrativos, apartidária, regida pela legislação vigente no território brasileiro e tem por objetivos: desenvolver, fomentar e divulgar os estudos científicos, as pesquisas acadêmicas e aplicadas na interface entre a Pragmática Linguística e as demais ciências que estudam a linguagem, a cultura e o comportamento humano, bem como a promoção de eventos científicos, acadêmicos e culturais em âmbito local, estadual, regional, nacional e internacional.

Entre as metas da ABRAP traçadas para o biênio 2018-2020 estão a consolidação dos Workshops Internacionais de Pragmática e a criação de novos eventos específicos sobre o tema, a criação de um periódico científico semestral, e a proposição de um Grupo de Trabalho em Estudos Pragmáticos na Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (ANPOLL), preenchendo uma lacuna importante entre os temas já recobertos pela Associação.

Com a criação de grupo de trabalho específico, entendemos, poderemos potencializar as pesquisas na área, em suas múltiplas vertentes, promover o intercâmbio de experiências e conhecimentos entre investigadores nacionais vinculados a Programas de Pós-graduação e, assim, contribuir para o avanço no desenvolvimento da Pragmática no Brasil.