O Grupo de Trabalho de Psicolinguística da ANPOLL reúne professores pesquisadores de universidades brasileiras, com projetos nas áreas de aquisição e processamento linguístico, voltados à investigação de aspectos pertinentes à língua nativa e/ou segunda língua, com foco na modalidade falada e/ou escrita da linguagem, e considerando situações de desenvolvimento típico e/ou casos de déficits e perdas da linguagem. Dada a natureza interdisciplinar da área de Psicolinguística, grande parte das pesquisas desenvolvidas pelos membros do GT dialoga com trabalhos de outras áreas da Linguística, representadas por GTs da própria ANPOLL, e mantem interface com áreas do conhecimento como a de ciências biológicas, psicologia, ciências da saúde, educação. Criado em 1987, em encontro da ANPOLL realizado em Curitiba, o GT é coordenado no biênio 2014-2016 por Erica dos Santos Rodrigues (PUC-Rio) e Eduardo Kenedy (UFF). A atual coordenação busca dar continuidade à linha de ações que tem orientado o trabalho das últimas gestões, que se caracteriza (i) pelo incremento à interação entre grupos de pesquisa tanto no âmbito do GT como entre GTs; (ii) pela ampliação de estratégias para dar visibilidade às pesquisas conduzidas pelos membros do GT; (iii) pela intensificação de atividades que facilitem parecerias e colaborações entre seus membros e pesquisadores vinculados a centros de pesquisa internacionais, com reconhecimento em suas linhas de investigação. O tema definido para este biênio – Psicolinguística e suas (inter)faces: articulações e perspectivas futuras – reflete a fase de maturidade do GT de Psicolinguística, que se expressa na ampliação do seu quadro de pesquisadores, com consequente aumento do número de laboratórios pelo país, pela qualidade de suas publicações e pela participação de seus membros em importantes eventos da área tanto nacionais quanto internacionais. Para um detalhamento dos objetivos do biênio, consultar o plano de trabalho 2014-2016.