Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística

Home » Eventos » Simpósio 53 “O ensino de literatura hoje: caminhos, propostas e atitudes”

Eventos

Anacronias da-na literatura italiana e movimentos possíveis

30 agosto 2018

Estamos divulgando a chamada de trabalhos para o evento internacional "Anacronias da-na literatura i... [ Leia mais ]

VII SIMELP - Narrativas da violência: estéticas e proposições políticas na arte brasileira

30 agosto 2018

Inscrições em: http://www.simelp.com.br/ VII SIMELP - Narrativas da violência: estéticas e propos... [ Leia mais ]


Concursos

Resultado do Prêmio ANPOLL de Teses e Dissertações 2018

27 junho 2018

A Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa ... [ Leia mais ]

2 vagas para Docente que tenha Doutorado na área de Letras

9 maio 2018

Informamos que a PUC Goiás abriu 2 vagas para Doce... [ Leia mais ]

Concurso para professor efetivo de francês na Universidade Federal do Pará

27 abril 2018

Divulgamos o concurso para professor efetivo de fr... [ Leia mais ]

Para receber os informativos da ANPOLL, inscreva-se abaixo:

Simpósio 53 “O ensino de literatura hoje: caminhos, propostas e atitudes”

O Simpósio 53 “O ensino de literatura hoje: caminhos, propostas e atitudes”, que integrará a programação do Congresso Internacional 2018 da ABRALIC (Associação Brasileira de Literatura Comparada), será realizado de 30 de julho a 03 de Agosto de 2018, na Universidade Federal de Uberlândia.

CHAMADA para trabalhos em Simpósio

53 – O ENSINO DE LITERATURA HOJE: CAMINHOS, PROPOSTAS E ATITUDES

Coordenação: Marta Aparecida Garcia Gonçalves (UFRN); Rosana Cristina Zanelatto Santos (UFMS, CNPQ), Benedito Antunes (UNESP/ASSIS).

Resumo: Em 2013, o Congresso internacional da ABRALIC, ocorrido em Campina Grande (PB) foi palco de várias ações voltadas para as discussões sobre o ensino de literatura, reforçando a importância dos debates sobre o tema e a sua consolidação na área de Literatura e Linguística. Aquela edição da ABRALIC estimulou um grupo de pesquisadores a promoverem a reativação do GT Literatura e Ensino, criado no I ENANPOLL, na UFPR, em 1985. Assim, nosso Simpósio, parte integrante das ações do GT Literatura e Ensino da ANPOLL, convida pesquisadores a discutirem temas inerentes ao ensino da literatura no ensino superior, assim como nos níveis fundamental e médio. Destacamos que a orientação central deste Simpósio recai sobre o ensino como atividade relacional que envolve de maneira circular a teoria, a prática e a pesquisa. Muitos dos problemas do ensino – e não somente de literatura – situam-se no modo como os conteúdos são aplicados e discutidos em sala de aula e na ausência de correlação entre esses conteúdos e as experiências para além do universo escolar/acadêmico. Os saberes, em qualquer nível de ensino, devem ser produzidos e não reproduzidos; ainda hoje, eles são, de modo preponderante, disciplinarmente reproduzidos segundo uma organização que não é clara para os aprendizes e, muitas vezes, nem para os docentes. Assim, não há reflexão, não há compreensão (aqui, pensamos contiguamente à Hannah Arendt, para quem compreensão não é sinônimo de convencimento, porém de discernimento) na maioria de nossas salas de aula, o que dificulta e mesmo elimina a possibilidade de produção de conhecimento. Quando nos referimos à prática da pesquisa como ingrediente do ensino, ela é o lócus propício para o desenvolvimento de posturas investigativas e compreensivas, enfim, críticas tanto no corpo docente quanto no discente, apresentando-se como catalisadora e antídoto à dispersão no processo ensino-aprendizagem. Adentrando no ensino de literatura, é preciso que se dê conta da materialidade dos objetos literários, inicialmente, de per si, encaminhando-se, a seguir, para seu caráter estético, advindo da percepção do observador/leitor, afinal, o processo que constrói a interpretação das obras literárias e, de modo geral, artísticas. Faz-se necessário que se abandone um determinado ensino de literatura baseado/consubstanciado em uma historiografia literária de caráter, ainda, positivista e objetivista, o que, no mais das vezes, entroniza os dizeres dos “críticos especializados” (em geral, professores universitários) e deixa ao largo o leitor de primeira hora, seduzido pelo texto literário e não pelas resenhas/artigos/ensaios sobre o texto literário. É preciso prestigiar o texto literário e os leitores desse texto, muitas vezes também os atores aí representados. Como assevera Márcio Seligmann-Silva (p. 71), devemos pensar num dos desejos de Walter Benjamin, qual seja, o de arrancar os fenômenos “[…] da falsa continuidade cronológica e da cadeia de causas e efeitos, para inseri-los dentro de uma nova ordem que conecta diferentes agoras e revela, ao mesmo tempo, a interpretação objetiva desses fenômenos”. Nesse sentido, serão aceitos trabalhos que se afinem aos temas norteadores propostos para a organização do Simpósio, como: metodologias de leitura do texto literário; os estudos interartes e o ensino da literatura: interfaces e possibilidades; as questões da identidade e da outridade e o ensino de literatura; o ensino da literatura e a intertextualidade: singularidades e processos; estudos literários e gêneros literários; o ensino de literatura em relação com outras áreas do saber; os estudos de gênero e o ensino de literatura; o ensino de literatura no contexto do comparativismo; a lei 10.639/2003; o ensino da literatura lusoafricana e afro-brasileira; o ensino de literatura e os novos estudos de recepção e hermenêutica intercultural; a literatura e a formação docente; o ensino de literatura na atualidade: o imanentismo e os fatores externos ao literário como suportes; relatos de experiências de ensino de literatura; o ensino de literatura e a formação do leitor crítico. Outros trabalhos que se norteiem pelo eixo de Literatura e Ensino também serão aceitos, ainda que não enumerados nos temas expostos, uma vez que a proposta de nosso Simpósio é construir e ampliar os debates já existentes, para que, por meio da reflexão teórico-crítica da prática docente nas salas de aula de literatura, novas e transformadoras ações se concretizem.

REFERÊNCIAS: ARENDT, Hannah. Compreensão e política. In: _______. A dignidade da política: ensaios e conferências. Org. Antônio Abranches. Tradução Helena Martins et al. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1993. p. 39-53.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. A atualidade de Walter Benjamin e de Theodor W. Adorno. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010. (Coleção Contemporânea: Filosofia, Literatura e Artes).

Prazo para submissão de trabalhos: 15 de abril

Website do evento: http://www.abralic.org.br

Normas para a submissão de trabalhos:

http://www.abralic.org.br/downloads/2018/NORMAS_PARA_SUBMISSAO_DE_TRABALHOS_2018.pdf

Valores e procedimento para pagamentos:

http://www.abralic.org.br/noticia/?id=148

Programação provisória do evento:

http://www.abralic.org.br/downloads/2018/PROGRAMACAO_PROVISORIA_ABRALIC_2018.pdf

Últimas Notícias

Nota da Sociedade de Arqueologia Brasileira sobre o incêndio no Museu Nacional

4 setembro 2018

Estamos divulgando a nota da Sociedade de Arqueologia Brasileira sobre o incêndio no Museu Nacional.... [ Leia mais ]

Manifesto da ANPUR sobre o incêndio no Museu Nacional

4 setembro 2018

MANIFESTO DE PESAR PELO INCÊNDIO DO MUSEU NACIONAL A Diretoria da Associação Nacional de Pós-Gradua... [ Leia mais ]

Museu Nacional da Quinta da Boa Vista

3 setembro 2018

Neste domingo, 2 de setembro de 2018, um incêndio de grandes proporções atingiu o Museu Nacional da ... [ Leia mais ]

Chamada Universal MCTIC/CNPq 2018

1 setembro 2018

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) divulga o lançamento da nova ... [ Leia mais ]


Chamadas de Trabalho

Chamada de Trabalhos - n. 79 e n. 80 da Revista Signo

30 agosto 2018

Signo, vol. 44, n. 79, 2019 - Metáforas Multimodais Há um interesse crescente, especialme... [ Leia mais ]

Chamada de Trabalho - Revista Palimpsesto

16 agosto 2018

A revista Palimpsesto da UERJ, Qualis B3, divulga chamada de publicação para a última edição de 2018... [ Leia mais ]

Endereço

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS
Rua Sérgio Buarque de Holanda, 571
Bloco IV - Sala D 1.44 - Cidade Universitária "Zeferino Vaz"
CAMPINAS - SP - CEP 13083-859