5º Prêmio Ufes de Literatura selecionará seis obras literárias

27 de maio de 2022 / Comentários desativados em 5º Prêmio Ufes de Literatura selecionará seis obras literárias

Eventos

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), por intermédio da Editora Universitária Edufes, torna público o edital do 5º Prêmio Ufes de Literatura, concurso literário que tem o objetivo de incentivar e divulgar a produção de obras literárias em língua portuguesa. Com esse propósito, o resultado da premiação será a publicação de seis obras literárias nas modalidades contos e/ou crônicas, dramaturgia, literatura infantil, literatura juvenil, poesia e romance. Além disso, cada autor contemplado receberá cem exemplares do seu livro.

De acordo com o edital, cada autor poderá se inscrever em apenas uma das modalidades previstas e com somente uma obra, que deverá ser inédita, em língua portuguesa e de autoria exclusiva da pessoa inscrita.

Para participar do processo, basta realizar a inscrição, de 15 a 30 de junho de 2022, no site https://premiodeliteratura.ufes.br/, no qual o participante deverá preencher um formulário de inscrição e adicionar o arquivo da obra que deseja submeter à avaliação do concurso. O edital contém as orientações sobre como deve ser apresentado o arquivo.

Após o término das inscrições, estas serão processadas, e as obras desidentificadas serão encaminhadas às bancas avaliadoras.

A divulgação do resultado preliminar será feita no dia 23 de janeiro de 2023. Após o período de recursos, o resultado final sairá em 1º de fevereiro de 2023. A previsão é de que o lançamento dos seis livros seja realizado em outubro de 2023.

Histórico do Prêmio Ufes de Literatura

A história do Prêmio Ufes de Literatura teve início em 2009, por meio de iniciativa da então secretária de Produção e Difusão Cultural da Ufes e diretora da Edufes, Rosana Paste, com apoio da equipe da Edufes à época e do Conselho Editorial da Edufes.  “Percebemos que havia uma demanda reprimida, uma vez que a maioria das obras publicadas pela editora advêm da pesquisa acadêmica. Então, unimos o objetivo de conceder espaço na Edufes para publicar obras literárias e proporcionar visibilidade aos escritores de literatura”, relatou Rosana Paste, que hoje se dedica às artes visuais e à docência na Ufes.

Ela convidou professores do Departamento de Letras da Ufes, entre eles Wilberth Salgueiro – que, na época, era membro do Conselho Editorial da Edufes e hoje é diretor da editora –, para as comissões avaliadoras de poesias e contos. Dos cem inscritos, as comissões elegeram dez autores de poesias e dez autores de contos. E, assim, em 2010, foi lançado o primeiro livro do Prêmio Ufes de Literatura, uma coletânea de obras inéditas nas categorias poemas e contos.

Em 2013, a Edufes, juntamente com a Superintendência de Cultura e Comunicação da Ufes, lançou o 2º Prêmio Ufes de Literatura, que recebeu 223 inscrições e contemplou 23 autores com a publicação de quatro livros na modalidade autoral (livro de poemas; livro de contos e/ou crônicas; livro de romance; e livro de literatura infantojuvenil) e duas antologias (cujas categorias eram coletânea de poemas e coletânea de contos e/ou crônicas).

Já a terceira edição do prêmio registrou 515 inscrições e contemplou 26 escritores com a publicação de sete livros, sendo cinco autorais (poemas, romance, literatura infantil, literatura juvenil e contos) e duas antologias (uma de poemas e outra de contos e crônicas).

A quarta edição do prêmio literário produzido pela Edufes recebeu 683 inscrições, um recorde em relação às anteriores, e publicou seis obras nas seguintes categorias: contos, dramaturgia, literatura infantil, literatura juvenil, poesia e romance.

Com livros premiados em mãos, autores conseguem outras premiações
As obras Cortejo & outras begônias, de Aiton Souza (vencedor da 3ª edição do Prêmio Ufes de Literatura na categoria poesia), e As matrioskas, de Cristiane Dias (premiada na 4ª edição na categoria literatura juvenil), venceram premiações após serem publicados: Cortejo & outras begônias recebeu menção honrosa na categoria poesia do Concurso Internacional de Literatura da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro no ano de 2018, e As matrioskas venceu, em março de 2021, a segunda edição nacional do Book Brasil, premiação filantrópica que busca valorizar a literatura e os autores brasileiros.

A escritora Flávia Ribas tem levado As cores de Tó, livro infantil, vencedor nessa categoria no 4º Prêmio Ufes de Literatura, a escolas do Distrito Federal, por meio dos projetos Livros nas Praças e Histórias na Sua Escola, os quais visam promover a leitura.

Acesse https://premiodeliteratura.ufes.br/ para mais informações.