Chamada para publicação: Revista Gragoatá

3 de junho de 2022 / Comentários desativados em Chamada para publicação: Revista Gragoatá

Chamadas

Chamada de artigos para v. 28, n. 61 (ESTUDOS DE LITERATURA) e n. 62 (ESTUDOS DE LINGUAGEM) – 2023

ESTUDOS DE LITERATURA – v. 28, n. 61 (mai – ago 2023)

Literatura, natureza e compromisso ético: olhares ecocríticos

Organizadoras: Susana L. M. Antunes  (Universidade de Wisconsin-Milwaukee) e Ida Alves (Universidade Federal Fluminense)

Período de submissão: 05/06/2022 a 30/10/2022

Num mundo hipertecnológico, de apelo massivo à perfeição da imagem e em tempo de múltiplas devastações, é importante relembrar que o homo sapiens sempre interagiu, de múltiplas formas, com o ambiente natural que o rodeia. Desta interação, assistimos, em pleno século XXI, a crises ambientais que assolam, mais do que nunca, toda a humanidade. Da incongruência que une tempos hipermodernos e recuo devastador da natureza, pergunta-se: de que forma a literatura desvela a problemática que interliga natureza e compromisso ético? Como analisar olhares ecocríticos literários que promovam reflexões esclarecedoras sobre questões ambientais em tempos pós-humanos?

O n. 61 da Revista Gragoatá, portanto, convida autores de diferentes espaços geográficos a refletirem sobre a interação entre literatura e natureza, a partir de perspectivas teóricas e analíticas que sustentem olhares ecocríticos acerca de estruturas e movimentos que reivindicam direitos humanos e sociais fundamentados no compromisso ético que literatura e natureza estabelecem. Essa visada permite ainda considerar os estudos contemporâneos de paisagem e sua relação com a literatura, considerando a tríade sujeito, palavra e mundo, a partir de abordagem comparativa que discuta figurações e desfigurações da natureza na produção literária mais recente, em diferentes culturas. Desta forma, pretende-se que a interlocução estabelecida contribua para a reflexão e divulgação de olhares que se cruzam com a ecocrítica, a ecopoética e o ecofeminismo, dialogando com estruturas pós-coloniais, raciais e de gênero, numa abordagem transnacional e pós-humana, considerando-se a literatura como veículo de compromisso ético e de cruzamento de saberes.

……………………………………………………………………………………..

ESTUDOS DE LINGUAGEM –  v. 28, n. 62 (set – dez 2023)

Interações entre línguas, linguagens, práticas sociais e formas de vida

Organizadores: Pierluigi Basso-Fossali (Université Lumière Lyon 2) e Renata Mancini (Universidade Federal Fluminense)

Período de submissão: 01/11/2022 a 30/04/2023

Interações nada mais são do que situações de contato que desafiam e, portanto, tensionam identidades e valores em um processo dinâmico de ajustamento sob o qual se estabelece a coexistência entre uma dimensão coletiva e a esfera individual das trocas. Nesse jogo, há uma relação dialética entre a organização sistêmica das gramáticas e os remendos, remédios e negociações locais aos quais as práticas e formas de vida têm que se submeter para se adaptarem a situações interativas que têm uma complexidade e heterogeneidade irredutíveis à codificação prévia. O hiato crítico entre a gramaticalização processual e a situacionalização nos leva a reconhecer a complementaridade entre as habilidades gerais ou teóricas e as habilidades “de campo”. A coletivização de valores é uma tarefa sem fim, razão pela qual a necessidade de comunicação social permanente e a negociação de perfis de identidade em constante mudança se impõem inequivocamente. O dossiê convida pesquisadores a refletir sobre as interações de diferentes naturezas, sobre os processos de contato e os movimentos de tensão inescapáveis que se estabelecem entre o ato original e o conhecimento tácito, polos entre os quais se desenham graus de permeabilidade e de embate que estão na base da descrição de vários fenômenos de fronteira (ou de interface) descritos e analisados por diferentes esferas do saber.