A proposta de criação do Grupo de Trabalho Linguística e Cognição foi aprovada em julho de 2004. A justificativa para sua criação reside na importância da reflexão sistemática e regular da teorização lingüística em torno da problemática cognitiva, presente de forma cada vez mais incisiva e promissora na agenda dos estudos sobre a linguagem (e na agenda das ciências da cognição). A constituição de um GT de Linguística e Cognição na ANPOLL tornou-se importante para a consolidação desse campo teórico no Brasil.

Mais informações disponíveis no site: https://www.gtlinguisticaecognicao.org/
Pretendemos fazer da 35a edição do ENANPOLL um espaço de discussão que concretize o nosso compromisso em atender às diretrizes da Associação, especialmente no que diz respeito às pautas sociais a que se integram as pesquisas desenvolvidas pelo grupo.
 
Nesse sentido, para melhor orientar a submissão dos trabalhos, sugerimos atenção às informações e questões norteadoras a seguir.
 
Sobre a dinâmica de submissão e de apresentação de trabalhos:
  • inscrevem trabalho, no espaço dedicado ao GT, os pesquisadores que integram o grupo ou que a ele pretendem se integrar;
  • pesquisadores que desejam se integrar ao GT podem se inscrever, desde que um membro do grupo tenha cedido seu espaço de apresentação de trabalho;
  • cada um dos membros do GT poderá apresentar uma comunicação dos estudos de seu grupo de pesquisa (o tempo da apresentação poderá ser preenchido por uma pessoa ou por uma autoria coletiva – de membros de um grupo de pesquisa);
  • o tempo de cada apresentação dependerá do número de propostas e do número de colegas que estarão presentes.

Informações sobre credenciamento de novos integrantes estão disponíveis no site do GT (https://www.gtlinguisticaecognicao.org/copia-atualizacao-do-cadastro).

Em busca de garantir maior organicidade ao nosso encontro, sugerimos que, à medida do possível, cada apresentação busque refletir sobre as questões abaixo. 
  1. Como o conhecimento produzido pela pesquisa apresentada se vincula à agenda científica dos estudos cognitivos da linguagem, no Brasil e no exterior? 
  2. Em qual (quais) das Diretrizes da ANPOLL a pesquisa em questão se afilia? 
    • internacionalização da Língua Portuguesa e da Cultura Brasileira;
    • inclusão Social e Ensino Fundamental e Médio;
    • língua e Cultura Indígenas Brasileiras e Afro-brasileiras;
    • formação de Leitores e Cultura Literária;
    • pesquisas sobre Línguas, Literaturas e Teorias Estrangeiras.
  3. Afiliada (ou não) às Diretrizes propostas pela ANPOLL, que aplicações e/ou implicações sociais podem ser reconhecidas na pesquisa em questão? 
  4. Que princípios, fundamentos e/ou procedimentos metodológicos são utilizados para desenvolvimento da pesquisa?
  5. Que avanços e desafios os resultados da pesquisa sinalizam ou concretizam, em termos de aplicações e/ou implicações sociais?
  6. Como o pesquisador tem comunicado (ou acredita que deva ser melhor comunicada) a produção desse conhecimento científico, dentro e fora do país?